No quadro do XXIX Congresso que teve lugar hoje, por videoconferência, a FEFAC apresentou a Carta de Sustentabilidade 2030, subscrita pelos seus membros, entre os quais a IACA.

A Carta contém ações concretas do setor dos alimentos para animais na União Europeia e a nível nacional, com soluções de nutrição animal que podem ajudar a melhorar a sustentabilidade da atividade pecuária.

Destacam-se cinco ambições fundamentais de como a Indústria Europeia de Alimentos para Animais pode contribuir para o desenvolvimento de cadeias de valor da pecuária e aquicultura mais sustentáveis.

O Presidente da FEFAC, Asbjørn Børsting, e a Diretora-geral da BFA, Katrien D’hooghe, salientaram como as ações e os compromissos da Carta estão a corresponder aos objetivos específicos do Pacto Ecológico Europeu, que afetam os sectores da pecuária e da aquicultura.

O Congresso FEFAC XXIX, transmitido digitalmente, contou com um painel de discussão entre Michael Scannell (Comissão Europeia), Pekka Pesonen (COPA/COGECA), Philippe Weiler (Lidl Bélgica), Preben Sunke (Danish Crown) e Jean-François Timmers (WWF) sobre o Green Deal e as expectativas de mercado para a indústria europeia da pecuária e da alimentação animal.

Uma das principais prioridades levantadas por todos os oradores foi a necessidade de a indústria europeia dos alimentos para animais e os seus parceiros da cadeia alimentar terem acesso a cadeias de abastecimento de soja sem desflorestação.

Congratularam-se também com as ambições estabelecidas na Carta de Sustentabilidade dos Alimentos para Animais e incentivaram a FEFAC e os seus membros a assumirem compromissos mais direcionados.

O Presidente da FEFAC, Asbjørn Børsting referiu que: “É um orgulho hoje para a Indústria Europeia da Alimentação Animal definir as suas ambições de produção de alimentos para animais mais sustentáveis para os próximos 10 anos. Foi gratificante ouvir das partes interessadas mais relevantes, quais são as suas preocupações e prioridades e posso assegurar-lhes que hoje é o início de uma jornada de progresso mensurável.

Reconhecemos que uma cadeia de fornecimento de soja sem desflorestação é uma prioridade fundamental para a nossa indústria e estamos a trabalhar arduamente na atualização das Orientações de Soja para facilitar uma solução de mercado mainstream para atingir esse objetivo”.

O Presidente da BFA, Dirk van Thielen salientou que: “Apesar de termos alterado as nossas intenções originais para o Congresso conjunto FEFAC-BFA, estou muito satisfeito por termos conseguido organizar este evento digital com oradores de grande qualidade, incluindo contribuições de Stella Kyriakides (Comissária Europeia para a Saúde Pública & Segurança Alimentar) e Willy Borsus  ( Ministro da Agricultura, Governo da Valónia).

A FEFAC e a BFA estão empenhados em intensificar a ação de redução das emissões de gases com efeito de estufa, como o metano, o aumento do uso de coprodutos, o combate à desflorestação e a redução da resistência antimicrobiana”.

Recordamos que a IACA assumiu alguns projetos nesta Carta de Sustentabilidade, designadamente o CoLab FeedInov e o SANAS, no quadro do Alentejo 2020, para além dos Cursos sobre Legislação de Alimentos para Animais.

Na antevisão do lançamento da Carta e em comunicado de imprensa da IACA Jaime Piçarra, Secretário-Geral da IACA e Coordenador dos assuntos de Política Agrícola da FEFAC afirma “este é um momento muito importante no que respeita à congregação de esforços deste setor em prol da sustentabilidade e dos desafios colocados pela reforma da PAC”.

A propósito da iniciativa, Romão Braz, Presidente da IACA e membro do Conselho de Administração da FEFAC acrescenta “o facto de estarmos a realizar esta iniciativa demonstra o nosso compromisso proativo com os objetivos da reforma da PAC e das metas da estratégia Do Prado ao Prato, cuja implementação é vital, face às preocupações da Sociedade, mostrando que somos parte da solução.”

A Carta de Sustentabilidade 2030 e outras informações podem ser obtidos aqui