O executivo responde assim a aumentos anunciados de 150% nos preços do gás a partir de outubro. EDP Comercial e Galp já anunciaram subidas a partir de outubro.

O Governo anunciou hoje que vai combater as subidas dos preços do gás natural com a tarifa regulada.

“O Governo decidiu que vai propor o levantamento das restrições legais para permitir o acesso das famílias e dos pequenos negócios ao mercado regulado”, disse hoje o ministro do Ambiente em conferência de imprensa.

“O preço no mercado regulado é menos de metade [do registado no mercado liberalizado]. Os preços no mercado regulado são menos de metade da fatura de gás inferior à fatura atual”, acrescentou Duarte Cordeiro.

A medida vai ter um prazo máximo de 12 meses e vai abranger 1,5 milhões de clientes.

Questionado sobre se a medida vai criar défice tarifário, o secretário de Estado da Energia rejeitou esta possibilidade.

João Galamba também adiantou que o executivo espera ter a medida pronta para entrar em vigor a 1 de outubro.

Já Duarte Cordeiro destacou que a tarifa regulada irá registar uma subida de 3,9% a partir de outubro, com os aumentos no mercado liberalizado a subir 150%, tendo em conta os aumentos já anunciados. A EDP anunciou que a fatura vai subir 30 euros mensais a partir de outubro; já a Galp anunciou uma subida dos preços, mas não avançou percentagem.

Ao mesmo tempo, o ministério do Ambiente anunciou que vai “relançar a bilha solidária” que visa um apoio à compra de gás de garrafa, tendo mobilizado financiamento do Fundo Ambiental. “A medida teve baixa adesão e queremos tornar a medida mais acessível”.

Fonte: Jornal Económico