A maior fonte de desperdício alimentar continua a ser a casa dos portugueses. O alerta é do Movimento Unidos Contra o Desperdício que, esta quarta-feira, lança uma campanha de sensibilização para assinalar o Dia Internacional de Consciencialização sobre Perdas e Desperdício Alimentar e o primeiro ano da sua criação.

“A maior fonte de desperdício não é o setor agrícola, o industrial, da distribuição ou supermercados, mas a casa dos portugueses”, diz Francisco Mello e Castro, do movimento cívico que agrega empresas e outras entidades que combatem o desperdício, explicando que há erros que é preciso evitar.

Ir às compras com fome e sem lista, porque se compra mais do que precisamos; não trazer as sobras quando se vai a um restaurante por vergonha ou constrangimento e não pedir para adequar as doses quando se come fora, são alguns dos exemplos que aponta.

Os vários parceiros do movimento (no primeiro ano congregou 2100 particulares […]

Continue a ler este artigo no Jornal de Notícias.

Fonte: Agroportal