O embargo do Brasil aos produtos lácteos dos Açores chegou ao fim. O secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou que a reabertura do mercado brasileiro cria novas oportunidades aos produtos lácteos açorianos, sobretudo aos queijos, considerando que o fim do embargo, que durava desde 2015, é “uma boa notícia” para o sector dos lacticínios nos Açores.

“O Governo dos Açores está naturalmente satisfeito com o anúncio do fim do embargo aos produtos lácteos dos Açores no Brasil, desde logo pelo potencial que esta decisão apresenta para os lacticínios dos Açores, por aquilo que pode representar em termos de novas oportunidades na exportação dos produtos lácteos dos Açores, que, como todos sabemos, são de excelente qualidade”, referiu João Ponte.

O governante salientou o trabalho conjunto entre o Governo dos Açores e o Governo da República, e o caminho que foi trilhado de diálogo e de articulação com o Governo do Brasil, que culminou agora com o anúncio do fim do embargo brasileiro, a favor do sector dos lacticínios, que é um dos pilares fundamentais da economia regional.

“Pela sua dimensão, pela forte ligação do Estado de Santa Catarina aos Açores e do Brasil a Portugal, a reabertura do mercado brasileiro constitui de facto uma janela de oportunidade para as indústrias de lacticínios do Açores diversificaram os seus clientes”, afirmou João Ponte, manifestando esperança de que este novo mercado possa ajudar a alavancar o crescimento das exportações.

Fonte: Agricultura e Mar Actual