2 milhões de euros financiados pela UE para desenvolver uma Rede de Inovação de Carne de Bovino na Europa (Beef Innovation Network across Europe)

Uma nova rede transeuropeia de apoio à produção de carne bovina, chamada BovINE, destinada a enfrentar os desafios de sustentabilidade do setor, foi lançada dia 21 de janeiro na Irlanda. Esta rede pretende agregar investigadores, consultores, agricultores e outras players relevantes de nove estados membros da UE para estimular o intercâmbio de conhecimentos e ideias a nível internacional em quatro temas: resiliência socioeconómica, saúde e bem-estar animal, eficiência da produção, qualidade da carne e sustentabilidade ambiental.

A Faculdade de Medicina Veterinária faz parte do consórcio que concorreu com sucesso e recebeu um financiamento de 2 milhões de euros da União Europeia para desenvolver este projeto, que será compartilhado com outras 17 instituições parceiras da UE. O projeto BovINE envolve criadores de carne de nove Estados-Membros, cobrindo 75% do efetivo de vacas aleitantes na Europa e 70% da produção de carne bovina. Focada em responder às necessidades identificadas pelos agricultores, a rede BovINE fornecerá aos criadores de carne bovina acesso a informação sobre inovações destinadas a melhorar a sustentabilidade das suas explorações agrícolas e de toda a indústria.

Prof. Magda Aguiar Fontes do Departamento de Produção Animal e Segurança Alimentar da Faculdade de Medicina Veterinária e coordenadora do parceiro FMV no Projeto Bovine refere: “o projeto BovINE tendo vários objectivos procura, nas suas fases iniciais, identificar as necessidades dos agricultores tendo em conta o grande desafio de hoje de promover uma produção mais sustentável. Isto será feito por um conjunto diversificado de parceiros, incluindo Universidades, Empresas e Associações, procurando uma ligação forte com os produtores, mas também com os vários agentes da cadeia de valor da carne de bovino. Com uma rede de 17 parceiros da UE, tentaremos encontrar a solução para os vários problemas e necessidades identificadas.”

Prof. José Pedro Cardoso Lemos, do Departamento de Produção Animal e Segurança Alimentar e, actualmente, vice-Presidente da Faculdade de Medicina Veterinária, diz-nos “que é um enorme prazer integrar a equipa que participa nesta iniciativa. Face aos desafios que o sector da carne de bovino enfrenta, iniciativas como o BovINE são de enorme importância. Os produtores portugueses acreditam que a inovação é, de facto, uma parte importante da solução para os desafios do sector. Este projeto criará uma estrutura que nos permitirá aprender mais com os produtores e os investigadores da europa, assim como partilhar as nossas experiências com os produtores europeus de carne de bovino.

Prof. George Stilwell do Departamento de Clínica e do Laboratório de Comportamento e Bem-estar Animal da Faculdade de Medicina Veterinária, afirmou “num momento em que a criação de bovinos enfrenta alguma contestação, ao mesmo tempo que novos mercados se têm aberto, é importantíssimo que a ciência e os agricultores discutam e estudem três grandes vertentes da produção: o impacto ambiental, o bem-estar dos animais e a qualidade do produto final. Apenas com a garantia de que essas vertentes são abordadas com rigor e transparência, será possível assegurar a sustentabilidade, a aceitação e o futuro do sector da produção de carne de bovino”

No centro do projeto está a atividade de comunicação aos produtores de carne de bovino na UE.  Junte-se à mailing list para receber notícias sobre o projeto em bovine@minervacomms.net.

Para mais informação, por favor contactar, Professora Magda Aguiar Fontes (magdaaguiar@fmv.ulisboa.pt), ou Professor José Pedro Cardoso Lemos (jpclemos@fmv.ulisboa.pt) ou Professor George Stilwell (stilwell@fmv.ulisboa.pt)

Notas:

  1. Produtores agrícolas de nove Estados Membros – Bélgica, Estónia, França, Alemanha, Itália, Polónia, Portugal e Espanha – estão envolvidos do Projeto BovINE.
  2. Mais informação disponível em https://cordis.europa.eu/project/id/862590
  3. Teagasc é a instituição coordenadora do projeto. Detalhes dos outros parceiros podem ser consultados no quadro abaixo
    No.Nome da Organização participantePaísAtividade
1 (Coordinator)Teagasc – Agriculture and Food Development AuthorityIrlandaInvestigação aplicada/ extensão
2Feirmeoiri Aontuithe na h-Eireann Iontaobiathe Teoranta LBGIrlandaAssociação de produtores
3Centro Ricerche Produzioni Animali – C.R.P.A. s.p.a.ItaliaInvestigação aplicada
4Unicarve – Associazione Produttori Carni BovineItaliaAssociação de produtores
5Institut de l’ElevageFrançaInvestigação aplicada/consultoria
6Fédération Nationale BovineFrançaAssociação de Produtores de Bovinos
7Universidad de ZaragozaEspanhaInvestigação
8Instituto Navarro de Tecnologias e Infraestructuras Agroalimentarias SAEspanhaInvestigação aplicada/consultoria
9Szkola Glowna Gospodarstwa WiejskiegoPolóniaInvestigação
10Polish Beef AssociationPolóniaAssociação produtores  de bovinos
11Faculdade de Medicina VeterinariaPortugalInvestigação
12Promert – Agrupamento de Produtores de Bovinos Mertolengos S.A.PortugalAsociação de produtores de bovinos
13Eigen Vermogen van het Instituut voor Landbouw- en VisserijonderzoekBélgicaInvestigação aplicada
14BoerenbondBélgicaAssociação produtores
15Friedrich Loeffler Institut – Bundesforschungsinstitut fur TiergesundheitAlemanhaInvestigação
16Bundesverband Rind und Schwein e.VAlemanhaAssociação produtores
17Minerva HCC LtdUKSME
18NPO Liivimaa LihaveisEstoniaNon-Profit Org.