O Ministério da Agricultura, liderado por Maria do Céu Albuquerque, informa que foram aprovados mais cinco estabelecimentos nacionais para exportação de carne de suíno para a República Popular da China e “congratula-se com esta notícia e garante que o caminho da internacionalização é para continuar”.

Segundo a ministra da Agricultura, “a exportação dos produtos nacionais é uma das prioridades deste Ministério, não só pela importância da criação de condições que promovam o acesso aos mercados, mas também pela visibilidade que dá aos nossos produtos e à marca Portugal”.

Já há 9 exportadores

Esta aprovação permite agora que um maior número de operadores nacionais aceda ao mercado chinês. Recorde-se que, em 2018, já tinham sido autorizados quatro estabelecimentos. Agora juntam-se mais cinco, o que vem reforçar a aposta na internacionalização.

Ver também:

Quer exportar carne de porco congelada para a China? Peça aqui à DGAV

Exportação de pés de porco para a China pode valer 10 milhões de euros por ano

Fonte: Agricultura e Mar Actual

Nota: A IACA felicita as empresas Valsabor (com a unidade de congelação Porcave), Raporal, Sicasal e Carmonti e congratula-se com as autorizações de exportação de carne de porco para o mercado da Republica Popular da China, acontecimento da maior relevância para a Fileira da Suinicultura neste início de 2020, o qual pode marcar um momento de viragem para o Setor, traduzindo uma forte cooperação entre as empresas e as autoridades nacionais, designadamente a DGAV.