QUALIACA – IACA e DGAV
assinam Protocolo de Cooperação

Decorreu a 2 de outubro, no Ministério da Agricultura e do Mar, com a presença do Secretário de Estado da Alimentação e Investigação Agroalimentar, Nuno Vieira e Brito e na presença de representantes da Fileira Pecuária e Agroalimentar, a assinatura do QUALIACA, um Protocolo de colaboração entre a IACA e a DGAV que se assume como um Sistema complementar ao Plano Oficial da Alimentação Animal. Após as assinaturas da Engª Cristina de Sousa, Presidente da IACA, e do Dr. Álvaro Pegado Mendonça, Diretor-Geral da DGAV, seguiram-se uns breves discursos onde foi salientada a colaboração entre as entidades públicas e privadas, a redução dos custos de contexto e a importância da segurança alimentar para a Fileira e para o reforço da confiança dos consumidores nos produtos de origem animal.

Foi um caminho longo para chegar aqui mas esta é a primeira etapa de um percurso ainda difícil mas que tem te de ser desenvolvido por todos e para todos, no interesse da economia e do País. Ambos os responsáveis recordaram a importância do Projeto, tendo a Presidente da IACA falado das suas origens, relembrando o papel do Dr. Fernando Anjos e dos serviços da IACA, dos seus técnicos e Dirigentes, sobretudo na anterior Direção, e os técnicos e responsáveis da DGAV.

Começa hoje a primeira etapa de um caminho que vai ser longo e difícil mas trata-se de um Projeto que acrescenta valor, económico, de imagem do Setor e de credibilidade e mais segurança para Portugal. Que é muito positivo para toda a Fileira porque aposta na Qualidade, na Confiança e na segurança de toda a cadeia alimentar tendo em vista a proteção dos consumidores. A Presidente Cristina de Sousa agradeceu a “presença dos nossos parceiros a confiança que em nós têm depositado e a todos os que, na IACA e nas empresas, nos permitiram que estivéssemos hoje a assinar este Protocolo, cumprindo uma das Missões da IACA e da DGAV. Obrigado igualmente ao, Senhor Secretário de Estado, ao Diretor Geral da DGAV e à sua Equipa todo o trabalho desenvolvido, no sentido de complementar o Plano de Controlo Oficial”.

No encerramento, o Secretário de Estado, reiterando os objetivos do QUALIACA e as orientações que tinha dado ao Diretor-Geral quando este tomou posse, salientou que “o papel da Administração Pública deve ser o de desburocratizar, facilitar, reduzir custos, aproximar-se das Associações e das empresas, promover a sua eficiência e competitividade, valorizar a economia nacional. Muito foi feito mas ainda muito há a fazer pelo que gostaria de estar a assinar acordos para a desburocratização e desmaterialização ao nível dos certificados de exportação, sanitários e de outra natureza”, que ainda nos penalizam. Sobre este Projeto QUALIACA, que acarinhou desde os tempos em que exerceu as funções de Diretor-Geral da DGAV, relembrou que a segurança alimentar não é de ninguém mas de todos e que todos são responsáveis pela segurança alimentar que temos em Portugal. Referiu ainda que este vai ser um caminho por etapas e certamente que outros operadores e outros setores virão a aderir a esta iniciativa, da maior importância para o nosso País.

Terminado este momento, sem dúvida importante para a IACA, que acentua um reforço da colaboração e articulação que deve existir entre as organizações representativas sectoriais e as autoridades oficias, é agora tempo de implementar o QUALIACA, para uma melhor qualidade e segurança dos alimentos para animais. Sobretudo, para prevenir crises, e reforçar a Confiança na cadeia da alimentação animal e, consequentemente, em toda a Fileira.